Imprensa

17-Ago-2009 09:35
Notícia

GRIPE SUÍNA. Vereador França recorre ao Ministério Público

,
Inconformado com o modo como as autoridades municipais de saúde estão tratando a influenza A1N1, mais conhecida como gripe suína, o vereador Francisco França, líder do PT na Câmara Municipal, ingressou no Ministério Público com uma representação contra o prefeito Vitor Lippi (PSDB) e o secretário municipal de Saúde, Milton Palma. A representação foi protocolada nesta quarta-feira, 12.

Para Francisco França, são flagrantes as contradições do poder público municipal em relação às informações prestadas sobre a gripe suína. "O secretário Milton Palma disse ao jornal Cruzeiro do Sul que não há mortes confirmadas pela nova gripe no município, mas a diretora de Saúde Coletiva, Consuelo Matiello, declarou ao mesmo jornal que já existe pelo menos um caso confirmado. Essa contradição precisa ser esclarecida. Ainda mais que, segundo o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, cerca de 40% das mortes por gripe suína ocorreram no Estado de São Paulo", sustenta.

A representação do vereador Francisco França junto ao Ministério Público está acompanhada de matérias jornalísticas que, segundo ele, ajudam a comprovar as contradições do poder público. "Há notícias de que, em alguns casos de óbito, os caixões foram lacrados para evitar uma eventual propagação do vírus. Cidades vizinhas como Votorantim, Itu e Capela do Alto já confirmaram casos de mortes por gripe suína. Será que o poder público municipal está omitindo informações sobre a doença em Sorocaba? Queremos que o Ministério Público nos ajude a esclarecer essa questão", salienta.

Enfatizando que, na terça-feira, 11, cinco pessoas morreram em hospitais sorocabanos com sintomas da nova gripe, França observa: "Mas nos postos de saúde e hospitais do município a orientação repassada aos médicos pela Secretaria da Saúde é no sentido de medicar com o antibiótico apropriado apenas os casos considerados graves. Por outro lado, o boletim epidemiológico sobre a gripe no município somente é divulgado às quartas-feiras, dificultando um diagnóstico da real situação em Sorocaba". Francisco França conclui a representação solicitando ao Ministério Público que instaure um inquérito civil para apurar os fatos relativos à gripe suína no município.

Assessoria de Imprensa
Deixe seu Recado