Imprensa

31-Ago-2017 14:50
População

Sorocaba tem 659.871 habitantes, segundo IBGE

Estimativa divulgada pelo Instituto revela que Sorocaba tem 659.871 habitantes, número 12,5% maior que o registrado no último Censo, em 2010.

Sorocaba já alcançou a marca de 659.871 habitantes -- população 12,5% maior que a registrada no último censo, em 2010. O dado, que mostra que a cidade ganhou, nos últimos sete anos, 73.246 novos moradores, foi divulgado como estimativa pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com data de referência em 1º de julho deste ano. Esse tamanho dá, ao município, a 13ª colocação, no Brasil, entre os maiores com mais de 500 mil habitantes -- com exceção das capitais. Em relação à estimativa de 2016, o número de pessoas que vive em Sorocaba aumentou 1,13%, bem mais que o crescimento populacional registrado no Pais, que ficou em 0,77%.

O número de 73.246 habitantes que Sorocaba ganhou desde 2010, por exemplo, fica próximo da população total de municípios como Ibiúna (77.566 habitantes) e São Roque (88.473). Se considerados os habitantes das capitais brasileiras, a cidade já tem mais moradores que Aracaju (SE), Cuiabá (MT), Porto Velho (RO), Florianópolis (SC), Macapá (PA), Rio Branco (AC), Vitória (ES), Boa Vista (RR) e Palmas (TO). As duas últimas, com seus 332.020 e 286.787 habitantes, respectivamente, têm um número de moradores que representa apenas metade da população sorocabana.

Essa característica de "cidade grande" e, principalmente, o crescimento populacional acima da média brasileira precisa, segundo a economista Carla Giuliani, docente da Esamc, ser visto com atenção e cautela pelos responsáveis pelo planejamento da cidade, principalmente no setor público. "Quem planeja normalmente espera que a cidade cresça o mesmo que o país, faz tudo acontecer em função disso. É muita coisa crescer quase o dobro. O setor público terá que ser muito competente para gerenciar essa situação", avalia. Carla cita, como exemplo, outros polos regionais, como Campinas, Franca e São José do Rio Preto, que cresceram, porcentualmente, menos que Sorocaba no período. Na visão da economista, é claro que o avanço populacional de Sorocaba se deu, nos últimos anos, em razão da cidade ter se tornado um atrativo econômico, tanto para habitantes de outros municípios da região como da própria capital. "Sorocaba oferece um sistema de bens e serviços muito atraente e muito próximo a São Paulo." Por outro lado, à medida que isso acontece, a busca por serviços como saúde e até entretenimento aumentam muito. "A cidade acabou se tornando referência, até porque nos tornamos região metropolitana. Mas do mesmo jeito que a cidade atrai pessoas que querem uma melhor qualidade de vida, também atrai quem vem buscando uma meca econômica."

Região Metropolitana

Entre as 27 cidades que compõem a Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) -- com população estimada, pelo IBGE, de 2.088.381 de habitantes -- apenas Tapiraí registrou queda de sua população entre 2016 e 2017: de 8.010 para 7.973 habitantes. O menor município da RMS, em termos populacionais, continua sendo Jumirim, que alcançou 3.237 moradores, 1,47% mais que na estimativa anterior. Já Iperó foi o município com maior crescimento populacional entre 2016 e 2017: 2,24%, passando de 34.149 para 34.913 habitantes. Araçariguama também cresceu mais de 2% na RMS. Na cidade, a população aumentou de 20.581 para 21.038 habitantes (2,22%). De todos os municípios que registraram índices positivos, o que menos cresceu foi São Miguel Arcanjo (0,21%), com apenas 70 moradores a mais de um ano para outro (de 32.840 para 32.910). A RMS é a 14ª região metropolitana mais populosa do Brasil.

Jornal Cruzeiro do Sul
Deixe seu Recado